sexta-feira, 12 de março de 2010

Erecção de 21 dias quase mata Homem

Um empresário indiano correu risco de vida ao estar 21 dias seguidos com uma erecção. O homem, de 55 anos e pai de dois filhos, foi parar ao hospital, na cidade de Kolkata, Índia, onde foi operado de emergência. A cirurgia acabou por lhe salvar a vida e os médicos consideram que foi um sucesso, mas não foi possível evitar que o paciente ficasse impotente.

Mas se julga que tudo aconteceu porque o homem, cujo nome não é divulgado, tomou uma dose excessiva de Viagra... engana-se. Os médicos do hospital Wockhardt, citados pela edição online da publicação britânica «Mirror», acreditam que o empresário sofre de priapismo, um problema do sistema nervoso periférico que provoca uma erecção persistente durante várias horas e é acompanhada por dores. Enquanto numa situação habitual, os homens perdem a erecção após o fim da excitação sexual, os que sofrem de priapismo falham ao voltar ao normal.

Este tipo de problema não é muito comum e pode acontecer em qualquer idade, sendo que representa um risco para a saúde dos homens. A erecção prolongada causa danos permanentes ao órgão sexual e pode provocar a morte.

Casos como o do empresário, devem ser tratados num tempo máximo de seis horas. Por isso, o facto de o homem ter sobrevivido a uma erecção de 21 dias pode ser considerado um grande milagre. "Quando o paciente veio à procura de tratamento já era muito tarde", explica o médico Avishek Mukherjee. "Este problema tem de ser tratado até seis horas depois, caso contrário, pode até conduzir à morte, para além de uma degenerescência do pênis", acrescenta.

terça-feira, 9 de março de 2010

Dúvidas frequentes sobre o Pênis...

Será que ele é normal?

Um homem nunca é igual a outro - e essa mesma regra vale para o pênis. Existem tantos formatos, tamanhos e texturas... que fica difícil saber o que é normal (e o que não é). Para tirar as preocupações da sua cama - e deixar apenas diversão -, fomos atrás de experts. Eles responderam às questões que andam queimando os neurônios de muitas mulheres. Tudo para você não ter tanta surpresa da próxima vez que um lindo baixar a cueca boxer.


Quantas ereções por dia um homem deve ter?

A quantidade deve ser maior do que zero, claro, mas não há nenhum número específico. Também é importante saber que o pênis não fica enrijecido apenas quando seu dono sente tesão. "É normal um homem, mesmo sem estar pensando em sexo, ter uma ereção", conta Harry Fisch, professor de urologia clínica do Centro Médico da Universidade Columbia, em NY coautor de Size Matters (Tamanho importa). A razão: o fluxo sanguíneo volta e meia aumenta na região como uma forma de manter o pênis saudável. A maioria dos homens tem cerca de oito ereções por noite e não precisa sonhar com aventuras pecaminosas para alcançar esse número. É apenas o membro se exercitando.


Pênis curvado pode ser problema?

Depende do grau da curvatura. Se for pequeno, pode até oferecer um benefício. Segundo a doutora em sexualidade humana Sadie Allison, autora Agrade o pênis dele!, ao ficar levemente torto, o menino ganha o formato exato para tocar seu ponto G. Normalmente, a curva é para cima ou para um dos lados. Se o do seu homem faz o tipo "para o alto e avante", a posição você por cima é a melhor aposta para estimular o botão mágico. Já se o pênis dobra à direita ou à esquerda, experimente esta manobra: deite-se de lado - para o mesmo que o menino dele pende - e invista na posição colherinha. Importante: se a curva for grande - de uns 90 graus -, existe um problema. "Trata-se da doença de Peyronie, que impede que o pênis fique ereto. Por causa de uma cicatriz na membrana, ele acaba sendo repuxado, o que pode causar bastante dor", explica o dr. Fisch. Embora não seja muito comum, esse tipo de cicatriz às vezes é formado por traumas durante a relação sexual.


 Existe um tamanho padrão para os testículos - e os dois devem ser idênticos?

"Os testículos têm aproximadamente o tamanho de uma noz", explica o dr. Fisch. Se forem menores, sinal de baixo nível de testosterona e até de que o rapaz terá problemas de fertilidade mais tarde. E mais: teoricamente, ambos deveriam ser do mesmo tamanho - no entanto, é comum (e aceitável) que um seja levemente menor do que o outro. Alguns homens têm o modelo lisinho e outros apresentam várias veias. Qual é o normal? Não há um padrão. Homens com pele fina vão parecer ter mais rugosidades, enquanto rapazes com pele mais grossa exibirão um pênis mais liso. Isso também depende de outro fator: o grau de desejo. "O fluxo sanguíneo ajuda o pênis a ficar ereto. Quanto maior a excitação, maior o fluxo e mais proeminentes as veias parecerão", avisa a sexóloga Jane Bogart, autora de Sexploration: The Ultimate Guide to Feeling Truly Great in Bed (Exploração sexual: o guia definitivo para sentir-se realmente bem na cama).


Um homem que não fez circuncisão sente o mesmo prazer que aquele que passou por isso?

Sim. Além disso, aquele que não se submeteu à cirurgia para remover a pele que cobre a glande (cabeça do pênis) tende a ser mais sensível aos estímulos, segundo Jane. A explicação: quando o dito-cujo não está ereto, se encontra protegido pelo prepúcio (a tal pelinha) e, com isso, não fica tão calejado quanto o do circuncidado.


É mau sinal se fica bem firme em algumas transas e, em outras, nem tanto?

Homens têm diferentes níveis de enrijecimento, e isso nem sempre está relacionado com o interesse deles. Na verdade, dá até para perceber mudanças de consistência durante a mesma transa. Vai depender dos estímulos e do tempo que estão ali na diversão, segundo Jane. No entanto, se o pênis sempre perder tônus depois de um tempo, isso pode ter ligação com fatores externos. "O stress, uma medicação que ele esteja usando e o cansaço afetam a rigidez", diz Sadie. Agora, nada de pânico. Se ele não estiver bem ereto, mas conseguir penetrar - e garantir prazer -, não há motivo para preocupação.