quinta-feira, 30 de dezembro de 2010

BIOPLASTIA PENIANA

A Bioplastia Peniana tem como função engrossar o pênis que acontece já na hora da aplicação. Este método não é cirúrgico e pode preencher as camadas da pele mais profundas permitindo que o pênis tenha seu perímetro aumentado. O líquido é injetado através de pequenas cânulas e a quantidade é previamente estipulada por uma avaliação médica. Dependendo do pênis, é possível aumentar até 5 cm na sua circunferência.


Bioplastia Peniana (Engrossamento Peniano)
Ilustração do resultado esperado

O Aumento do Engrossamento Peniano ou Bioplastia Peniana é um procedimento que traz muita satisfação para o homem, pois um pênis mais grosso leva a um maior preenchimento e atrito com o corpo da parceira, além da ativação dos receptores sensoriais que se encontram ao redor do canal vaginal.

O procedimento envolve anestesia local, dura cerca de 30 minutos. O tempo de recuperação é de 36 horas, mas o paciente pode voltar as suas atividades normais no mesmo dia. Na Bioplastia Peniana o produto escolhido é aplicado entre o músculo e a pele não é absorvido pelo organismo, por isso não necessita de novas aplicações e não causa problemas como perda de sensibilidade ou de ereção. O resultado já fica em evidência no dia da aplicação, podendo ocorrer um aumento maior do pênis nas próximas três semanas seguintes.

Neste método o resultado é percebido na hora da aplicação. Estudos feitos dizem que o produto não é cancerígeno visto que já vem sendo utilizado há um longo tempo na medicina curativa e na medicina estética. O líquido usado para injetar na bioplastia tem o controle da ANVISA - Agência de Vigilância Sanitária.

O importante a ser ressaltado antes da realização do procedimento é a questão da alergia ao produto, identificada com realização de teste no momento da consulta e a presença ou não do prepúcio (pele que encobre a glande). O homem que possui a fimose deve realizar um procedimento chamado postectomia para sua retirada no caso da bioplastia peniana.

Junto com a Bioplastia Peniana podem ser utilizadas outras técnicas que podem aumentar o pênis também no comprimento (Faloplastia) e Bioplastia da Glande, assim satisfazer a correção necessária atendendo a expectativa do paciente.


terça-feira, 28 de dezembro de 2010

VARICOCELES

Cerca de 10% da população masculina é portadora da varicocele, doença cuja principal característica acontece com a dilatação das veias que drenam o sangue da região dos testículos. Ela provoca ainda o acúmulo de substâncias nocivas ao órgão e o aumento da temperatura local, levando a uma diminuição na produção de espermatozoides.



De acordo com urologistas, a maioria dos homens convive com a varicocele sem problemas, e apenas 15% podem ter a fertilidade comprometida. A falta de hábito dos homens em realizar consultas periódicas dificultam em muito a descoberta do problema. Fato que muitas vezes só é detectado quando o casal pretende ter filhos e a mulher não consegue.


Principais causas da doença

A varicocele é uma doença genética e se dá através da falência ou deficiência das válvulas existentes na veia testicular. Estando em perfeito funcionamento, o sangue passa pelas válvulas e elas se fecham para que o líquido não retorne. O que provoca a má drenagem do sangue é a deficiência, pois o acúmulo nos testículos força de maneira acentuada as veias, provocando a dilatação.

Quando se é portador da varicocele, o líquido geralmente não tem uma boa circulação, provocando dilatação nos vasos e a conseqüência é o acúmulo de substâncias nocivas nos testículos, bem como o aumento de sua temperatura, provocando a diminuição da produção de espermatozóides. Essa diminuição vai afetar diretamente a fertilização dos óvulos.

Alguns especialistas em urologia fazem ainda um alerta aos homens viciados na prática da musculação. Esta atividade pode algumas vezes, ajudar no aparecimento do problema de varicocele. Isto porque a grande maioria dos adeptos da musculação, normalmente ansiosos em modelar e remodelar o corpo de forma mais rápida tende a abusar dos pesos usados durante esta prática. Se uma pessoa possui uma estrutura física não muito avantajada, normalmente usa durante os exercícios pesos acima do que o próprio corpo suporta. Com isso, o esforço do próprio corpo é maior do que na realidade ele suporta, gerando assim uma carga extra de peso, o que pode facilitar o aparecimento da varicocele.


Sintomas mais freqüentes

A primeira manifestação da varicocele é a dilatação das veias, especialmente do testículo esquerdo, bem como a diminuição do testículo atingido, pois ela atrofia os tubos seminíferos, tornando o testículo doente menor e mais mole. Podem ocorrer também dores no órgão afetado e até mesmo as alterações estéticas na região escrotal, como os famosos inchaços, deixando às vezes, um lado do escroto maior do que o outro.

As manifestações da doença ocorrem na adolescência e apesar de não regredir, pode-se estabilizar ou aumentar. A descoberta da varicocele, às vezes só acontece quando o homem não consegue engravidar a sua parceira.

Os exames para detectar a doença são feitos através de apalpação do cordão espermático ou da ultra-sonografia testicular, onde se documenta a dilatação das veias. Quanto ao problema da fertilidade antes e depois do tratamento, faz-se o espermograma, que se confirmada a doença , será utilizado os procedimentos cirúrgicos.

Com a cirurgia, a veia testicular será interrompida, forçando a drenagem do sangue para outras veias da região pélvica. A partir desses procedimentos, a circulação será normalizada e o órgão voltará a produzir espermatozóides.

A indicação clássica de cirurgia para correção da varicocele se faz quando um paciente está com dificuldades de engravidar a sua parceira que pode ser corrigida cirurgicamente, melhora com muita freqüência a qualidade do espermograma. Porém, os urologistas, não podem dar garantia que a gravidez possa acontecer. Em alguns casos, os homens são operados devido à dor testicular, devendo haver mais critério neste tipo de indicação, uma vez que a dor pode ter outros fatores determinantes. A cirurgia pode acontecer ainda quando surgem as alterações estéticas. Embora este tipo de cirurgia ainda dá margem a várias discussões, os estudiosos sempre destacam que ela deve ser efetuada ainda no período da adolescência.

Fonte: Boa Saúde

terça-feira, 14 de dezembro de 2010

Suco de Romã pode frear metástase de Câncer de Próstata

Quando o câncer de próstata reaparece no paciente depois de tratamentos como cirurgia e/ou radiação, geralmente o próximo passo é a supressão do hormônio masculino testosterona, um tratamento que inibe o crescimento das células cancerosas, pois elas precisam do hormônio para crescer. Mas, com o tempo, o câncer desenvolve formas de resistir também a esse tratamento, se transforma em um câncer muito agressivo e sua metástase ataca a medula óssea, pulmões, nódulos linfáticos e geralmente resulta na morte do paciente.

O laboratório americano aplicou o suco de romã em células de câncer de próstata cultivadas em laboratório que já eram resistentes à testosterona - quanto mais resistente à testosterona uma célula cancerosa é, maior é a sua tendência à metástase. Os pesquisadores então descobriram que as células tratadas com o suco de romã que não morreram com o tratamento mostraram uma maior adesão, o que significa que menos células se separavam, e também queda na movimentação dessas células.

Em seguida os pesquisadores identificaram os grupos ativos de ingrediente no suco de romã que tiveram impacto molecular na adesão das células e na migração de células cancerosas no câncer de próstata já em estado de metástase. "Depois de identificá-los, agora podemos modificar os componentes inibidores do câncer no suco de romã para melhorar suas funções e fazer com que eles sejam mais eficazes na prevenção da metástase do câncer de próstata, levando a terapias com remédios mais eficazes", disse Manuela Martins-Green.

Outros tipos de câncer
A pesquisadora afirma que a descoberta pode ter impacto no tratamento de outros tipos de câncer.
"Devido (ao fato de) os genes e proteínas envolvidas no movimento das células de câncer de próstata serem essencialmente os mesmos que os envolvidos no movimento de células em outros tipos de câncer, os mesmos componentes modificados do suco poderão ter um impacto muito mais amplo no tratamento do câncer", afirmou.

Os próximos planos da pesquisadora são fazer testes adicionais em um organismo vivo com câncer de próstata em em fase de metástase para determinar se os mesmos componentes que foram eficazes nas células cultivadas em laboratório poderão evitar a metástase sem efeitos colaterais.
Fonte: http://www.noticias.uol.com.br/